“Mais que Amigos”

Literatura, Na Estante

Sabe aquele clichêzinho delicioso? Aquele romance água com açúcar, com um quê de comédia, ideal para ser lido em um dia frio? Pois bem, já pode entrar, “Mais que Amigos”, da Lauren Layne!

O mais engraçado de tudo é que eu subestimei esse livro totalmente! Vi a capa, li o título, espiei a sinopse e sai julgando lindamente. E, se não fosse pela Karina Carvalho, que me deu a dica nesse post do Instagram, eu provavelmente nunca teria lido e nunca teria me apaixonado por essa história.

Lançado em abril deste ano, pelo selo Paralela, do Grupo Companhia das Letras, o livro gira em torno de dois melhores amigos, Parker Blanton e Ben Olsen, que, desafiando todas as probabilidades e opiniões alheias, são apenas amigos, muito obrigada.

Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

Uma das coisas que mais gostei nesse livro é que os personagens são MUITO reais. Apesar do clichê já esperado de melhores amigos que se apaixonam, a Parker não tem nada de mocinha otária, do tipo donzela indefesa, e o Ben está bem longe de ser um príncipe no cavalo branco. São personagens muito bem desenvolvidos, com pontos positivos e negativos, aspirações, inseguranças e, graças a Deus, nada perfeitos.

A relação de amizade desses protagonistas é uma das coisas mais lindas que já vi na vida. Eles são companheiros demais, se apoiam, se respeitam, são extremamente leais e estão sempre disponíveis um pro outro. Isso faz ser totalmente compreensível que os dois tenham tanto medo dos sentimentos que começam a perceber em relação ao outro. Quem ia querer estragar esse tipo de amizade? Quem ia querer que ela mudasse?

A escrita da Lauren Layne é descontraída, rápida e enxuta, a autora não perde tempo com nada que não seja necessário para a história se desenvolver, mas mesmo assim consegue fazer a gente se conectar com os personagens de uma forma surreal. Me vi torcendo por eles, rindo com eles, chorando com eles e gritando com eles.

Narrado em primeira pessoa, com capítulos que revezam o ponto de vista de Ben e Parker, essa história apaixonante é a pedida certa pros intervalos entre leituras mais pesadas, ideal pra descontrair, se apaixonar, suspirar, desejar ter uma amizade dessas e um xodó como Ben Olsen.

E aí, alguém já leu esse livro? Me contem o que acharam nos comentários 😀