O Projeto 2020

Eu Mesma

Alô, alô, meu povo! Agora que fiz meu comeback aqui no blog com um balanço das minhas metas de 2019, acho que nada mais justo do que dividir com vocês as minhas metas para 2020!

Vai ser naquele mesmo esquema do ano passado, o que quer dizer que muitos itens de 2019 ainda vão entrar nessa lista, seja por que não foram cumpridos, ou cumpridos nas coxas, ou por que quero continuar com isso nesse ano. Algumas coisas, como o canal do Youtube para o blog e a saída da casa dos meus pais, vão ficar de fora dessa lista. POR ENQUANTO.

Agora, sem mais delongas, vamos lá:

  1. Fazer um Plano de Saúde;
  2. Fazer Terapia;
  3. Praticar mais esportes:
    1. Natação;
    2. Boxe Chinês;
  4. Começar a experimentar vegetais;
  5. Fazer depilação a laser;
  6. Voltar com as unhas de gel;
  7. Fazer microblanding;
  8. Fazer mais tatuagens;
  9. Comprar uma jaqueta de couro legítimo;
  10. Manter minha rotina de cuidados comigo mesma:
    1. Cuidados com a pele diariamente;
    2. Cronograma Capilar semanalmente;
    3. Manicure semanalmente;
    4. Pedicure mensalmente;
    5. Sobrancelhas mensalmente;
  11. Publicar um livro na Amazon!
  12. Manter o Blog;
  13. Escrever diariamente:
    1. Pelo menos uma página do livro por dia;
    2. Pelo menos um post no Blog por semana;
  14. Alimentar as Redes Sociais:
    1. Instagram: Blog e Pessoal (diariamente);
    2. Facebook: Blog (semanalmente);
    3. IGTV (mensalmente);
  15. Ler diariamente;
  16. Ver séries diariamente;
  17. Assistir filmes semanalmente;
  18. Assistir musicais e espetáculos de teatro mensalmente;
  19. Ir a mais shows;
  20. Viajar mais;
  21. Estudar Planejamento Financeiro:
    1. Começar a investir;
  22. Trocar de carro;
  23. Investir em cursos:
    1. Captura de Vídeo;
    2. Edição de Vídeo;
    3. Roteiro;
    4. Escrita Criativa;
  24. Pensar em novas faculdades:
    1. Produção Audiovisual;
    2. Cinema;
  25. Juntar dinheiro para o Intercâmbio;
  26. Ser voluntária em alguma causa social;
  27. Ajudar mais artistas em projetos de financiamento coletivo;

UFA! Acho que é isso!

E aí? O que acharam das minhas novas e velhas metas?

Vocês também costumam fazer uma listinha de objetivos pra cumprir no ano?

Contem pra mim aqui nos comentários 🙂

O Balanço de 2019

Eu Mesma

Então, volta o cão arrependido, as orelhas caídas, o rabo entre as pernas…

Feliz Ano Novo, gente!

Sei que não dou as caras aqui desde agosto, e acabei nem compartilhando mais as minhas leituras mensais com vocês! Em minha defesa eu passei bastante tempo lendo em setembro e outubro (12 livros por mês) e depois de novembro minha vida entrou num looping muito louco que vou contar aqui mais pra frente!

De todo jeito, não me sobrou muito tempo pro blog e eu não acredito em fazer as coisas mal feitas, por isso resolvi dar uma pausa e voltar quando as coisas se acalmassem.

As coisas não se acalmaram, HAHAHAHHHAHA, mas me deu de novo aquela vontade doida de vir aqui falar com vocês, e que jeito melhor do que cumprir minha promessa de fazer um balanço das minhas metas de 2019?

No post do Projeto 2019, fiz uma lista de coisas que queria fazer, essa lista, na época do post, já estava meio defasada, mas quis ser fiel à ela e depois vir discutir com vocês quais metas eu consegui cumprir e quais as novas metas para 2020. O Projeto 2020 vai ficar para outro post, mas abaixo vocês conferem a minha lista de 2019 comentada:

  1. Publicar um livro na Amazon!
    Bom, eu não cheguei a publicar um livro na Amazon, e nem a terminar de escrever um livro, MAAAAAAS, senti que essa meta foi cumprida quando publiquei meu primeiro conto no Wattpad 😀 prometo voltar aqui pra falar sobre ele em breve, mas quem tiver curiosidade, pode acompanhar a história através desse link.

  2. Manter e expandir meu Blog;
    Claramente eu falhei miseravelmente nessa. Quer dizer, eu mantive o blog, mas dei aquela barrigada no final do ano. Então ele não foi expandido, mas foi mantido nas coxas HAHAHAHAHAHAHAHHA

  3. Escrever diariamente:
    1. Pelo menos uma página do livro por dia;
    2. Pelo menos um post no Blog por semana;

      Mais uma falha. No começo do ano até que fui bem, mantendo postagens semanais no blog e escrevendo pelo menos um parágrafo do meu livro por dia. Baby steps. Porém, lá pelo meio do ano as coisas começaram a ficar bagunçadas na minha vida (na minha cabeça, na real) e eu acabei ficando cada vez mais sem escrever. O projeto do livro acabou parado e o blog em pausa lá pelo final do ano.

  4. Planejar um canal no Youtube para o Blog;
    #Fail! Até cheguei a comprar alguns equipamentos que julguei necessários para começar um canal e assisti alguns vídeos para aprender mais sobre essa arte, mas, no fim do dia, eu mal estava conseguindo manter o blog, imagine um canal… essa é uma meta que vou repensar cuidadosamente se vai ou não rolar pra 2020.

  5. Alimentar as Redes Sociais:
    1. Instagram: Blog e Pessoal (diariamente);
    2. Facebook: Blog (semanalmente);
    3. IGTV (semanalmente);

      Aqui acho que foi quase. Pelo menos na parte do Instagram. Me cobro muito de postar diariamente, pelo menos durante a semana e a cuidar para que o feed fique bonito. Mas os conteúdos do IGTV nunca viram a luz do dia e os posts semanais no Facebook do blog pararam ao mesmo tempo em que o blog parou de ser alimentado.

  6. Ler diariamente;
    Como vocês puderam notar pelos posts de leituras mensais, eu QUASE arrasei nessa meta. Pelo menos, até outubro, eu estava lendo MUITO. Depois de outubro tive uma espécie de break psicológico e não voltei a ler até hoje. Em nome de Jesus isso vai mudar, mas quero compartilhar com vocês meus números de leitura de 2019:

    Livros Lidos: 67
    Páginas Lidas: 19.892
    Média de Páginas por Dia: 55


  7. Ver séries diariamente;
    #Fail. Tivemos meses bons e meses ruins em 2019. Este ano estou voltando a praticar essa meta e espero conseguir ver pelo menos um episódio de alguma coisa por dia, porém, sempre muito difícil manter o ritmo.

  8. Assistir filmes semanalmente;
    Aqui também foi uma coisa bem discrepante. Tivemos meses bons e meses ruins. Semanas em que assisti mais de um filme e semanas em que não vi nenhum. O grande problema foi minha conta bancária cada vez mais mixuruca que não me permitiu me aventurar tanto no cinema quanto eu gostaria.

  9. Assistir musicais e espetáculos de teatro mensalmente;
    Outra falha gigante. Consegui ver vários espetáculos, mas não com a frequência que queria. E definitivamente perdi alguns por falta de dinheiro 😦

  10. Estudar Planejamento Financeiro:
    1. Começar a investir;
      Muito #Fail. Principalmente pela falta de grana. Eu tava contando as moedas pra conseguir almoçar, então não sobrou muita coisa pra investir. Pelo contrário, tô cada vez mais afundada em dividas. HELP!

  11. Vender o carro;
    Essa meta acabou vindo por que precisava de dinheiro para viajar. Mas a Estrela da Morte não é um carro fácil de ser vendido, e quando eu fui pra NYC e não tinha conseguido vendê-lo ainda, acabei desistindo. A meta agora é trocá-lo por um modelo mais novo, por que gente, sério, quando você começa a andar de carro, é muito difícil ficar sem.

  12. Fazer uma limpeza geral:
    1. Vender coisas novas que não estou usando;
    2. Separar roupas e calçados para doação;

      Sucesso. Quase. Eu fiz a limpeza geral. Separei um monte de DVD’s e livros e vendi num sebo. Tirei um monte de roupas e calçados do guarda-roupas e doei. Mas algumas dessas coisas eu não consegui vender pra fazer uma renda extra. Acho que preciso pensar numa estratégia de marketing melhor, talvez usando o Instagram.

  13. Viagem para Nova York:
    1. Comprar celular novo;
    2. Comprar notebook;
    3. Comprar câmera;

      SUCESSO REAL! A viagem foi incrível e consegui comprar todas as coisas da minha lista e mais um pouco! Infelizmente estou endividada por causa disso até hoje. O lema “vou deixar a Pam do futuro resolver isso” nunca me fodeu tanto.

  14. Começar a planejar a saída da casa dos meus pais;
    Mais uma falha. No fim das contas eu queria sair da casa dos meus pais devido a problemas com a minha mãe. Uma vez que resolvemos nossas diferenças, essa meta acabou não fazendo tanto sentido, principalmente pra alguém com tantas dividas quanto eu.

  15. Procurar cursos:
    1. Fotografia;
    2. Captura de Vídeo;
    3. Edição de Vídeo;
    4. Roteiro;
    5. Escrita Criativa;

      Eu REALMENTE cheguei a procurar todos esses cursos. Mas fiz mesmo só o de Fotografia, que foi maravilhoso. Os outros acabaram ficando pra escanteio quando os problemas com grana começaram.

  16. Pensar em novas faculdades:
    1. Produção Audiovisual;
    2. Cinema;

      E como eu pensei hein… meus motivos para procurar outra formação era o descontentamento crescente com o meu antigo emprego, onde eu não via chance de crescimento, nem oportunidade pra começar a ganhar melhor e assim pagar minhas dividas. Nessa hora pensei em mudar de rumo. E eu realmente mudei. Mas de emprego, rs. Essas faculdades ainda estão guardadas num cantinho do meu coração, mas por enquanto to querendo fazer minha carreira publicitária dar uma virada nesse novo trabalho.

  17. Intercâmbio?
    Não em 2019. E definitivamente não em 2020. Porém, estou finalmente planejando, para as minhas férias em 2021, um intercâmbio de um mês na Nova Zelândia.

  18. Ser voluntária em alguma causa social;
    Essa foi difícil demais. Principalmente por causa do meu psicológico. Não consegui pensar em fazer os trabalhos voluntários mais básicos como: ajudar moradores de rua, ajudar crianças carentes ou ajudar com bichinhos abandonados que sofreram maus tratos. Qualquer uma dessas coisas me fazem chorar só de imaginar. Tive a ideia de me voluntariar num projeto que constrói escolas e casas para pessoas carentes e me inscrevi no projeto Magalô, mas ainda não fui convocada para ajudar 😀

  19. Manter uma rotina de cuidados comigo mesma:
    1. Cuidados com a pele diariamente;
    2. Cronograma Capilar semanalmente;
    3. Manicure semanalmente;
    4. Pedicure mensalmente;
    5. Sobrancelhas mensalmente;
    6. Depilação mensalmente;

      Normalmente mantenho com sucesso essa rotina de cuidados. Comecei a deixar um pouco de lado as coisas que vão dinheiro quando a grana apertou, mas, no geral, eu diria que essa meta foi cumprida com sucesso.

  20. Encontrar um esporte:
    1. Natação?
    2. Pilates?

      #FAIL, essa meta não rolou ano passado, mas agora em 2020 já me associei à um clube que oferece esportes por um preço mais acessível. Logo mais vou estar ocupadíssima nas minhas aulas de Boxe Chinês e Natação!

Enfim, gente! Esse foi o balanço das minhas metas de 2019. Juro que fui totalmente transparente com tudo e já estou preparando a minha lista com metas para 2020, onde várias dessas coisas que falharam vão entrar de novo e vou tentar cumprir mais uma vez.

No todo, eu sinto que sai de 2019 muito melhor do que entrei. Não foi um ano nada fácil. Levei várias pancadas na cabeça, mas saí bem mais forte. Todas as coisas ruins que me derrubaram, também me fizeram levantar mais resistente. Como diz aquela música da Kelly Clarkson “What doesn’t kill you makes you stronger“.

Então, apesar do pesares, tenho a sensação de que me tornei a melhor versão de mim mesma. Que finalmente estou indo em frente, com objetivos claros e que minha vida está andando da forma que eu quero. Agora é seguir adiante, sempre evoluindo e sendo uma pessoa melhor do que fui ontem 😀

Mas vocês sabem o que é a Panelinha?

Eu Mesma, Minha Vida Maravilhosa, Throwback

Entre os anos de 2006 e 2007 eu tinha umas poucas paixões na vida:

  • Trabalhar numa locadora de filmes (a mesma que citei neste post);
  • Assistir todos os filmes que passavam pela minha mão nessa locadora;
  • Gastar meu salário inteiro em livros;
  • Jogar Gunbound;
  • Harry Potter;
  • E postar no Fotolog;

Esses dois últimos aí me permitiram conhecer algumas das pessoas mais importantes da minha vida, e me fez compreender que “esse negócio” de amizade pela internet pode dar muito certo sim!

Talvez hoje em dia não tenha muita contenda em cima das amizades virtuais da vida, mas há uns dez anos, quando isso aqui era tudo mato, era meio polêmico.

A gente não tinha as mesmas ferramentas e facilidades que temos hoje, e olha que mesmo assim você ainda pode estar conversando com o “mano do balde frango frito”, ao invés da sua amiguinha internauta. Fora esse tipo de suspeita, ainda tinha toda a desconfiança dos pais também, e das pessoas totalmente céticas que achavam que não tinha como criar um laço afetivo forte que fosse atravessar essa barreira do mundo digital e do tempo.

Só queria dizer que eu e as minhas amigas conseguimos, tá? Nós somos a prova viva de que é possível sustentar uma amizade verdadeira apesar da distancia e de todos os outros empecilhos que foram surgindo no decorrer desses mais de dez anos de companheirismo.

Mas vocês devem estar se perguntando: “Beleza, e o que diabos isso tudo tem a ver com a tal da Panelinha?“.

Ora, meus amigos. Tem tudo a ver, já que nós somos a Panelinha ♥.

exif_temp_image

Vamos do inicio.

Ali no final da minha adolescência, eu resolvi unir duas das minhas paixões em uma só.

Eu já tinha uma conta no Fotolog, onde eu postava fotos e escrevia umas barbaridades. Mencionei no primeiro post do blog sobre a minha paixão por escrita, né? Pois bem, eu costumava assassinar o português nesse meu Fotolog. É um negócio de que tenho muita vergonha alheia, mas apesar das lágrimas de sangue que me escapam dos olhos cada vez que leio algo daquela época, não me arrependo, já que a Panelinha não seria possível sem aquelas minhas atrocidades todas.

Chegou um ponto em que eu resolvi postar apenas fotos referentes ao universo Potterhead na minha conta do Fotolog, e daí passei a me envolver nessa comunidade, curtir e comentar em outros Fotologs que tinham a mesma finalidade que o meu, e desse jeito acabei conhecendo algumas das pessoas por trás daqueles “.com’s” maravilhosos. Era gente desse Brasil inteiro: Recife-PE, Poções-BA, Curvelo-MG, Curitiba-PR, Birigui-SP, Belo Horizonte-MG, Goiânia-GO, Itajaí-SC, Rio de Janeiro-RJ e, claro, São Paulo-SP.

Eu não sei bem quando a gente finalmente se fechou em um grupo, mas me lembro de quando surgiu o termo “Panelinha”. Existiam uma infinidade de Fotologs com a temática “Harry Potter” naquela época, mas quando realizamos a primeira conversa no Messenger do MSN (essa geração Millennial nunca vai compreender a magnitude de um serviço como o Messenger do MSN, eles nunca saberão o que era mandar indiretas no nickname, nem chamar a atenção do amiguinho sem parar, enfim…), ficou decretado que éramos a “Panelinha de Harry Potter do Fotolog”.

Aquela foi só a primeira conversa em grupo no MSN, quando combinamos todas de entrarmos na internet no mesmo horário pra fazer uma festa virtual em comemoração ao aniversário de uma das meninas. Eu, claro, esqueci totalmente o horário de verão e cheguei uma hora atrasada. Mas aquilo não importou, a partir daquele dia virou hábito entrar todo dia no MSN e conversarmos. A partir daquele dia nos tornamos a Panelinha.

A coisa toda evoluiu. Mais pessoas foram adicionadas ao grupo, e assim como migramos do Fotolog para o MSN, logo estávamos no Orkut, depois no Facebook e finalmente no Whatsapp, onde seguimos até hoje.

Mas se vocês acham que a nossa amizade ficou restrita aos canais digitais, eu tenho uma surpresa: certo ano a gente inventou um negócio chamado CMP, a “Conferência Mundial da Panelinha”, onde escolheríamos uma cidade do Brasil ou do Mundo e todas embarcaríamos com o mesmo destino.

Desde então, todo ano tem uma CMP em algum lugar do Brasil (ainda não do mundo, mas tenho a impressão de que logo mais isso muda), nós já visitamos Recife, Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, isso sem contar todos os outros trânsitos para visitar umas às outras enquanto não conseguimos nos organizar numa CMP nova.

Eu não digo que tudo foram sempre rosas. A gente já brigou, e já teve gente que saiu do grupo, mas a gente também fez as pazes e acho que no fim das contas tudo isso serviu pra cimentar pro resto das nossas vidas essa amizade. A gente já esteve presente em momentos tão importantes das vidas umas das outras que a essa altura do campeonato já não tem mais como voltar atrás.

No final de 2015 nasceu o primeiro baby da Panelinha (oi Tetê, sua linda ♥) e ela ganhou um bocado de tias corujas que adoram ela e acompanham de perto essa vidinha tão preciosa.

No inicio desse ano eu fui madrinha de um casamento Panelístico pra lá de lindo lá em Curitiba, que mobilizou todo o nosso grupo, e comparecemos em peso à esse evento. Antes do final de 2018 ainda vamos ter mais 2 casamentos muito especiais e já estamos comprando as nossas passagens para estarmos presentes nesse momento tão extraordinário nas vidas das nossas irmãs por escolha.

Sei que algumas pessoas podem viver a vida inteira sem conhecer uma amizade assim, e nem estou falando de uma amizade virtual, estou falando de uma irmandade, e sou imensamente grata por ter tropeçado nessas meninas maravilhosas há mais de dez anos.

Obrigada por existirem, obrigada por estarem presentes em momentos tão importantes da minha vida, obrigada pelo amor de vocês, por entenderem, por não julgarem, obrigada por sempre me dizerem a verdade, obrigada por me fazerem rir e principalmente, obrigada por nunca deixarem isso morrer. Amo vocês, meninas.

10645242_10204791121045703_3101014270442464180_n

Agora que todo mundo já sabe o que é uma Panelinha, quero saber se vocês têm uma amizade tão especial assim na vida. Podem me contar aí nos comentários 😀